Nascemos para Amar



Nascemos para amar; a Humanidade
Vai, tarde ou cedo, aos laços da ternura.
Tu és doce atrativo, ó Formosura,
Que me encanta, que seduz, que persuade.


Enleia-se por gosto a liberdade;
E depois que a paixão na alma se apura,
Alguns então lhe chamam desventura,
Chama-lhe alguns então felicidade.


Qual se abisma nas lôbregas tristezas,
Qual em suaves júbilos discorre,
Com esperanças mil na idéia acesas.


Amor ou desfalecer, ou pára, ou corre:
E, segundo as diversas naturezas,
Um porfia, este esquece, aquele morre.


Manuel Maria Barbosa du Bocage
in, "Sonetos"


Fonte:citador.pt
38 comentários via Blogger
comentários via Facebook

38 comentários:

  1. Bom dia minha querida Vívian.
    Que lindo soneto esse.
    Ah o amor, é mágico, por isso ele transborda aqui de dentro do meu ser.
    Eu amo amar, a todos.

    Beijos de uma deliciosa semana.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Vivian...
    Começar a semana falando de amor...
    Ah, o amor!

    Beijos....

    ResponderExcluir
  3. Coisa mais linda de soneto minha querida...que imagem mais fofa...amor...sentimento que mexe demais...
    Boa semana amiga...beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  4. Um lindo soneto! Desejo-lhe uma ótima semana! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Vivian ontem assistindo as noticias do mundo ,meu deu pânico.É preciso e necessário falar de amor.
    p.s:estou sem vir aqui,mas o blogger as vezes não me permite deixar comentários,mas eu passo sempre e leio..mas hj vai..
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo e bem escolhido.

    Realmente ,nascemos para amar e então, vamos que vamos amar e espalhar amor...

    beijos,chica linda semaninha(pra nós, boa pra sapos,sr)

    ResponderExcluir
  7. Assim é o amor, que morre e renasce todos os dias,em que forma for, é sempre amor, beijos e bom dia!

    ResponderExcluir
  8. oi Vi,

    ando meio em falta com você,
    mas trabalho novo é mesmo
    complicado,
    e nas horas de folga estamos
    nos últimos detalhes do casamento do filho
    em novembro,
    aff,
    nem tive descanso,
    mas como sempre esse cantinho lindo,
    me inspira,
    adorei o soneto,
    e falar de amor,
    é delicioso...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  9. O amor é essa magia do sentimento,,,é desejo, e'paz que tanto buscamos...super beijo de linda segunda pra ti...vai melhorar e o sol ainda vai aparecer...rs..rs..

    ResponderExcluir
  10. me identifico muito com voce, eu tbem devoro livros!!!e sou compulsiva para ler e ..pintar!
    eqto ao amor, era, seculos atràs tbem impulsiva e com-pulsiva:))))
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Amar é conduzir sentimentos para a sementinha germinar. Muito legal! Abração.

    ResponderExcluir
  12. Vivian, amigaaa, amor é sentimento puro e o mais lindo do mundo :)

    que sua semana seja iluminada, bjokitas com master carinho!!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Vívian, começar a segunda-feira lendo du Bocage não é para qualquer um, que feliz escolha na postagem.

    Ótima semana, beijos.

    ResponderExcluir
  14. Lindo poema que escolheste falando de amor sentindo ja o prenuncio da primavera que vem quase chegando!!!
    enchendo o ar e os corações de amor magia e cor,um abraço com carinho marlene

    ResponderExcluir
  15. Querida Vivian,
    Acabei de ler teu comentário em meu blog, o que muito me alegrou, pois eles me incentivam sempre mais.Muito obrigada, amiga.Deparei também com o comentáro de Chica. Mais uma amiga gaucha e vizinha. rsrsrs
    Adorei "Sonetos" de Bocage.O amor é sempre o amor.


    Não vivemos sozinhos... Sem ele nada somos. A base dele é a família que está se esvaindo de toda a terra. O homem não veio ao mundo para viver só. Isto se vê até nos animais inferiores... Há sempre entre eles: a família.

    Transcrevo aqui a poesia de Ayres Koerig, meu marido que escreve no Recanto das letras.

    O AMOR

    Em prosa e verso sempre foi cantado.
    Pode-se amar do jeito que se quer.
    Ao homem torna-se sempre um mister,
    É muito bom ter quem se ama ao lado.
    Na Bíblia, vamos vê-lo conjugado
    Como se deu a Oséias e Gomer,
    Que jamais desprezou sua mulher,
    Se bem que a mesma o houvesse desprezado.
    Depois quando o reverso da medalha
    Sobreveio, arremata-a, como escrava;
    Mas deu-lhe liberdade, pois que a amava,
    Sem restrições, e não como migalha.
    Nas narrações de casos verdadeiros,
    Encontraremos mães dando suas vidas,
    Em troca de pessoas mui queridas,
    Fatos se deram entre brasileiros.
    Se pode acontecer entre os humanos...
    Se olharmos um pouquinho mais a fundo,
    Vamos verificar que em todo mundo,
    Acontece também sem desenganos
    Histórias de Julietas e Romeus,
    Que se repetem quase de hora em hora;
    Exemplo mesmo deu Nossa Senhora,
    Quando mataram o Filho de Deus.
    Dois corações que se amam de verdade,
    Por um dos filhos ou pelo consorte,
    Nenhum tem medo de enfrentar a morte;
    De Deus o amor, completa a realidade:
    Dando seu Filho para se imolar,
    Padecendo e morrendo numa cruz.
    Bendito seja o nome de Jesus, Que veio ao mundo a todos nós salvar!

    ResponderExcluir
  16. Minha menina linda!
    realmente nascemos para amar...e com o amor nascemos para construir nossa mais linda amizade...
    Bjssssssssssssss

    ResponderExcluir
  17. Curiosamente ñ conhecia este poema de Bocage.
    E gostei bastante!
    Logo ele que viveu um Amor impossível...
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  18. Estimada e Prodigiosa Poetiza Amiga:
    "...Nascemos para amar; a Humanidade
    Vai, tarde ou cedo, aos laços da ternura.
    Tu és doce atrativo, ó Formosura,
    Que me encanta, que seduz, que persuade..."

    Uma delícia e ternura de poema de amor.
    Escreve de forma mágica e sublime os seus maravilhosos versos de fascínio e encanto.
    Bem-Haja, pela amizade. MUITO OBRIGADO pelo carinho expresso no meu blogue que adorei.
    Beijinhos puros de uma amizade sincera.
    Com respeito por si e pelo seu talento poético fantástico.
    Sempre a admirá-la

    pena

    É linda.
    Os seus versos são lindos e perfeitos.
    Adorei.
    Bem-Haja, notável e sensível amiga.

    ResponderExcluir
  19. olá vivian paz,
    linda reflexão, um dia com muitas alegrias, bjs

    ResponderExcluir
  20. Oi, Vivan! Até há uns trinta anos o Bocage era considerado depravado e obsceno. Há , inclusive dados em sua biografia muito controversos onde ele afirmava não serem dele poemas eróticos mas se lhe atribuiam (acho que por causa de sua ironia ferina contra os poderosos da época). Isso obscureceu em muito o seu trabalho verdadeiro que é muitíssimo belo como esse soneto por exemplo. Meu abraço e ótima semana.

    ResponderExcluir
  21. Olá Vivian!

    Gosto do seu novo visual, muito.

    Do Bocage estudei e li alguma coisa, este poema não conhecia.

    Obrigada
    Beijinho

    ResponderExcluir
  22. ...de qqr forma o amor
    para Bocage não foi impossível,
    porque dele acabou nascendo
    lindas palavras entrelaçadas
    em poesia!

    maravilhoso como sempre!

    bjokas, coração!

    ResponderExcluir
  23. Oi,Vivian!Td bem?Adorei a nova foto do perfil!Nós nascemos para amar e é isso que devemos fazer,sem esperar nada em troca,sem criar expectativas nem ilusões.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  24. Ao ver o nome do autor, ocorreu-me o mesmo pensamento do cacá. Que ironia, ficou conhecido de uma forma não lisonjeira, para muitos.
    E escreveu poemas lindos, como esse.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Vivian,que soneto doce e tão lindo escolheu!Adoro esse blog!Sempre belas msgs!Obrigada pela Fadinha!...ela está toda toda....rss...bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  26. Oi Vivian!
    que lindo soneto!
    Na desventura ou na felicidade, amar é sempre o tesouro da alma.
    Nooossa este soneto me lembra minhasa aulas de português!rsss

    Beijinhos e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Realmente o amor, nascido em nós mesmos sai à procura de luz. Quando encontrarmos a Luz será um encontro esplêndido. Seria como explicar as razões pelas quais a planta procura a luz solar.
    Quando penso, sinto tristeza ao saber que existem pessoas que não sentem este amor. Seria como observar um corpo sem vida. Um corpo doentio. Falo daqueles que não choram. Que não sentem pena, etc.
    Ah, Viviam, como é bom receber a sua amizade!

    ResponderExcluir
  29. Viviam
    Par mim o amor está a cima de tudo.
    Mas também existe quem nasce para sofrer.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  30. Vivian querida,
    Reparei que você trocou a foto de perfil. Está "gatona".
    Nascemos para amar, amar sempre, independente do retorno. Mas com retorno é maravilhoso.
    Amor é magia, é sublimidade.
    Lindo soneto de Bocage. Feliz escolha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  31. Querida Vivian o amor é lindo quando da certo e quando não dá para um pode ser que dure ate que na morte do outro.... é um rico que sempre vale a pena.
    Lindo!
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  32. Querida Vivian o amor é lindo quando da certo e quando não dá para um pode ser que dure ate que na morte do outro.... é um rico que sempre vale a pena.
    Lindo!
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  33. somos seres ambíguos. somos capazes de amar e odiar; compor uma linda sinfonia e fabricar bombas atômicas; mal e bem são lados da mesma moeda.

    podemos escolher?

    beijos, amiga.

    ResponderExcluir
  34. Oi Vivian, um maravilhoso soneto pra começar a semana, com certeza nascemos para amar e é esse amor que sempre nos conduz.
    Beijos e uma boa semana pra ti!

    ResponderExcluir
  35. O outro lado do Bocage num lindo soneto ao amor sublime amor.
    Maravilhas Vivian.
    Abraços.
    Bju.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por deixar um comentário!

Quer ser avisado quando tiver post novo? Inscreva seu email é grátis!