Como ter um bom casamento: Um conselho para ele e para ela

Foto: AliciaZinn


        "Em vista do triste resultado potencial das diferenças nas maneiras como homens e mulheres lidam com sentimentos incômodos em seus relacionamentos, o que podem fazer os casais para proteger o amor e o afeto que sentem um pelo outro - em suma o que é que protege um casamento? Com base na observação da interação nos casais cujos casamentos continuaram a prosperar por anos afora, os pesquisadores conjugais oferecem conselhos específicos para  homens e mulheres e algumas palavras gerais para os dois sexos.

Foto: Engin-Akyurt

         Homens e mulheres, em geral, precisam de diferentes sintonias emocionais. Para os homens, aconselha-se não contornar o conflito, mas compreender que quando a mulher faz alguma queixa ou apresenta discordância, pode estar fazendo isso como um ato de amor, tentando ajudar a manter um relacionamento saudável e no rumo certo (embora bem possa haver outros motivos para a hostilidade dela). Quando as queixas fervilham, vão crescendo em intensidade até vir a explosão; quando são ventiladas e resolvidas, a pressão desaparece. Mas os homens precisam entender que ira ou insatisfação não são sinônimos de ataque pessoal - as emoções das mulheres muitas vezes são apenas sublimadores, enfatizando a força dos sentimentos delas em relação ao assunto.

Foto:5688709


           Os homens também precisam ter o cuidado de não abreviar a discussão oferecendo uma solução prática logo que começa a conversa - em geral, é mais importante para a esposa sentir que o marido dá ouvidos à sua queixa e empatiza com seus sentimentos no assunto (embora não precise concordar). Ela pode achar que qualquer coisa que ele proponha seja uma forma de negar seus sentimentos, como inconsequentes. Maridos capazes de atravessar com a esposa o calor da raiva, em vez de descartar as queixas delas como mesquinhas, ajudam-nas a sentirem-se ouvidas e respeitadas. Mais especialmente, as mulheres querem que se reconheçam e respeitem seus sentimentos como válidos, mesmo que os maridos discordem. Na maioria das vezes, quando uma mulher sente que sua opinião é ouvida e seus sentimentos registrados, acalma-se.

Foto: RachelScottYoga


        Quanto às mulheres, o conselho é bastante paralelo. Como um grande problema para os homens é o fato de as mulheres serem muito intensas ao expressarem suas queixas, elas precisam fazer um esforço muito grande e ter o cuidado de não agredir os maridos - queixar-se do que eles fizeram, mas não criticá-los como pessoas nem manifestar desprezo. Queixas não são ataques ao caráter, mas antes  uma clara afirmação de que uma determinada ação é incômoda. Um raivoso ataque pessoal quase certamente leva o marido a colocar-se na defensiva ou a se fechar, o que será ainda mais frustante e apenas aumentará a briga. Também ajuda se as queixas da mulher são postas no contexto maior de reafirmar ao marido o amor dela por ele".

Fonte:Trecho do livro: Inteligência Emocional - Daniel Goleman, PhD
Páginas:155 a 156
Imagens: pixabay.com
8 comentários via Blogger
comentários via Facebook

8 comentários:

  1. A base de tudo é o amor e explosõe4s devem ser respeitadas, cada um ouve a do outro , depois retruca,rs... Tem a hora de rodar a baiana e hora do abraço depois... Equilíbrio é preciso e nada de mimimis pois esses já o mundo está cheio... Em casa, tudo às claras e falar os reais sentires... Acho que dá certo pois em janeiro faremos,SE DEUS QUISER, 50 anos de casados!Lindo teu texto! bjs, ótima semana! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, o equilíbrio é fundamental.
      Nossa, Chica!!Que maravilha!!! 50 anos de um bom casamento é uma benção!
      Que venham muitos mais.

      Excluir
  2. Creio que em n nome do amor deve-se ouvir o outro com paciência, sendo tolerante. Analisar a razão de cada um e juntos buscarem a harmonia.
    Tenha uma linda semana.
    Élys

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Élys.
      Ouvir o outro, aprender a ser tolerante é imprescindível para uma boa convivência.
      Grata pelo comentário!

      Excluir
  3. Perfeito. Certa vez eu li que para ter um casamento duradouro, é preciso ter memória fraca. Eu concordo.

    ResponderExcluir
  4. pra mim prefiro concordar e seguir em frente. discutir pode ser pior.
    um mal acordo é melhor que uma boa demanda.

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma forma de lidar. Se tu consegues realmente seguir em frente sem ficar irritado ou insatisfeito pode funcionar. Senão só vai acumular para a próxima vez.
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por deixar um comentário!

Quer ser avisado quando tiver post novo? Inscreva seu email é grátis!