Seja líder de si mesmo

         
Foto: AxxLC


Post atualizado em 30 de abril de 2018.

Um trecho do livro "Seja líder de si mesmo" para refletirmos:
               
      "A vida humana é belíssima, mas brevíssima.Tão breve como as gotas de orvalho que aparecem na calada da noite, cintilam ao amanhecer e se dissipam ao calor do sol. Cada um de nós vive num pequeno parêntese do tempo. Envolvemo-nos em tantas atividades sociais que não percebemos o mistério que cerca a existência.

    A infância e a velhice parecem distantes, mas são tão próximas. Num instante parecemos eternos, no outro, uma página na história. Por ser tão breve a vida, deveríamos vivê-la com sabedoria para sermos cada vez mais pais, educadores e profissionais inteligentes, jovens mais sábios, amigos mais afetivos.

    Muitos vivem apenas porque estão vivos. Vivem sem objetivos, sem metas, sem ideais, sem sonhos. Não sabem como lidar com sua fragilidade e suas lágrimas. Foram preparados para vencer, por isso não sabem o que fazer quando tombam pelo caminho ou perdem a direção.

Foto: Ryan MacGuire


     Sabem lidar com os aplausos, mas desesperam-se diante das vaias. Andam com segurança quando tudo dá certo, mas recuam quando não vêem o horizonte. Recebem diplomas na escola, lidam com informações objetivas, mas não sabem ousar, criar, correr riscos calculados e cultivar o que amam.

        Você já procurou esquecer tudo ao seu redor e olhar para dentro de si? Você já se deixou fascinar pela vida que pulsa no cerne da sua alma ou psique? Eu estudo a mente humana há anos, e cada vez mais sinto que a ciência sabe muito pouco sobre quem somos. Ter capacidade de pensar e se emocionar são fenômenos difíceis de entender.

   A última fronteira da ciência é saber quem somos. É desvendar a natureza da energia psíquica e os segredos da nossa inteligência. Até para ler, você, sem perceber, usa fenômenos psíquicos  fascinantes. Você admira o espetáculo das idéias criado em sua mente? Até nossos pensamentos tolos são fantásticos."


Fonte: Livro: Seja líder de si mesmo- Sextante
Augusto Cury





          É incrível como nós, cuidamos da limpeza do corpo, da casa, mas esquecemos de limparmos nosso interior. Quantas mágoas, assuntos inacabados e decepções, ainda guardamos? Quanta coisa inútil. Que só serve para nos atrapalhar.

      Como evoluir dia a dia se não nos desfazemos do que não nos serve mais? Vamos aprender sempre, assim não acumulamos lixo. Vamos reciclar tudo, transformando em aprendizagem. Vamos olhar para quem somos, aproveitando nossa capacidade de se renovar , de aprender, de mudar!!

      Assim como nos desfazemos das roupas que não nos serve, vamos fazer o mesmo com os sentimentos e lembranças que tivermos guardado em nosso interior. Não é fácil. Mas é possível. Desapegue-se do que te faz mal. Deixe ir. Acredite em você e busque meios que possam te auxiliar nesta jornada.

Vivian Fernandes.
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário:

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por deixar um comentário!

Quer ser avisado quando tiver post novo? Inscreva seu email é grátis!